Resenha de Amor & Preconceito de Pedro Fontes

          O livro Amor & Preconceito chegou até a mim numa parceria com o autor Pedro Fontes.

          Vamos conhecer a sinopse:

         " Embora haja três personagens principais, esse romance tem ênfase própria na história de dois protagonistas: Adrian e Theo.

          Adrian Dantas é um homem racional, centrado e sério que trabalha em uma empresa internacional com publicidade. Além da própria família, o seu trabalho era a única coisa que tinha importância. Ele não tinha tempo para nada na vida e não se importava, era feliz com o emprego e a vida que tinha. Porém, sua filosofia parece mudar completamente ao reparar na bela e jovem moça chamada Alice. Não é só o amor repentino pela mulher de longos cabelos negros que faz o seu mundo girar, assim como terríveis notícias que o desnorteia totalmente levando-o à solidão. Mas ele tem a chance de refazer-se ao mudar para outro país.

       Theo Beaumont é um homem oposto a Adrian. Além de ser alguns anos mais velhos, alegre e interativo, ele encontra-se em uma situação econômica abaixo do instável, quase desfavorável. Por esse motivo principalmente, saiu de seu país de origem e mudou-se para os Estados Unidos em busca de uma vida melhor.

     Theo conseguiu um emprego trabalhando em uma feira popular no Wisconsin, o dinheiro não era muito, mas o suficiente para viver. Adrian encontrando-o em tal situação resolveu ajudá-lo e desde então ambos se tornaram melhores amigos.

     Uma amizade, ao longo do tempo, se transforma magicamente e misteriosamente em amor e é isso o que vem acontecendo com Adrian. Ele vê-se apaixonado pelo melhor amigo, mas também absurdamente confuso. Estaria apaixonado pela beleza física e imponente de Theo ou tudo se transpõe para além dos olhos azuis? Os sentimentos poderiam ser verdadeiros?"

&&&&

         Nos  primeiros capítulos conhecemos um pouco da  personalidade e da estrutura familiar do personagem principal- Adrian-que mora com os pais e tem um irmão gêmeo,  Apolo. No inicio da trama os gêmeos  tem 22 anos.

         Adrian trabalha na empresa Cardigan Interprise. Nessa empresa  também trabalha a secretária Alice. Um amigo  do trabalho chama Adrian para irem  ao bar localizado na esquina da empresa às 22 horas- - e fica de levar uma pessoa. Convida  também Alice para dar um jeito de Adrian e Alice se conhecerem. O horário do encontro cria uma situação inusitada: Adrian vai para casa e depois retona até o bar perto do trabalho.Mas isso não parece incomodá-lo. Afinal , Adrian já dissera ter "uma quedinha" pela secretária. Só que tanto ele quanto Alice ficam sozinhos no bar porque os amigos não aparecem:

“Nunca reparara tão bem em Alice fora da empresa. Eu só a via como uma secretária, nada, além disso. Entretanto, ela agora parecia outra pessoa. Possuía pele clara um pouco corada pelo sol, longas pernas, cabelos longos e lisos em um preto como a noite mais escura, os dentes quando sorriam era brancos como as nuvens que vagueiam pelo céu em um dia ensolarado e os olhos eram cor de mel, o mel mais doce que eu já provei.

— Quantos anos tem Alice?                              

— Vinte.

— Com vinte anos você já é linda, imagina quando tiver mais. Eu acho você muito bonita, tem olhos muito bonitos e não são só os olhos. Se você não conseguiu arranjar um, é por que talvez não tenha olhado para alguém mais próximo.

— Obrigada. O senhor está me cantando? – ela voltou com a palavra “senhor”. Será que fui longe demais?

— Bem...

— Por que eu adoro homens gentis que me cantam! – eu sorri para ela e ela piscou de maneira sexy para mim.

— Alice, eu não sei se o que eu sinto por você é recíproco, mas preciso falar que eu te amo desde a primeira vez que a vi naquela empresa. Eu... – sem terminar a frase, ela rapidamente se aproximou de mim e beijou-me. Eu estava gostando e a beijava apaixonadamente. Senti todo aquele calor e emoção que traz o amor. (...)”

         Nesse momento,Adrian já sabia que tinha sido indicado por seu chefe para assumir uma função na empresa nos EUA, o que o obrigaria a ter que se mudar do Brasil  e é quando ele toma uma decisão importante e que vai mudar toda a sua vida. Tomado por uma paixão fulminante e,ainda noencontro no bar, logo após ouvir Alice dizer que também o amava, ele a convida para ir com ele para o EUA :
“(continuação da cena anterior)
— Isso responde sua pergunta? – ela deu-me vários beijos no rosto, no pescoço até chegar a minha boca. Eu correspondia totalmente.
— Uma última coisa.
— O que?
— Você aceita ir e morar comigo em outro país?
— Hum, deixe-me pensar. – ela brincou. — Claro que aceito. Por quê?
— Podemos nos mudar em breve, talvez.
— Sem problemas.

— Eu te amo. – falei beijando no pescoço, no contorno da boca e principalmente na boca.

— Eu também te amo. – ela mordeu meu lábio de maneira doce, sexy e eu gostei. Fiz o mesmo e eu sei que ela gostou, porque ela sorriu”.

 

        O capítulo seguinte começa já nos EUA, anos depois.  Adrian está casado e com um filho pequeno, Jacob. É quando Adrian vai comprar maçãs para uma simples salada de fruta e se depara com Theo no lugar do feirante costumeiro.Adrian compra meia dúzia de maçãs e se surpreende quando, momentos depois, aparece Theo na sua casa:

 

   “Ao abrir a porta, deparei-me com ele. Eu sorri e ele sorriu. Eu sorri porque fiquei feliz em vê-lo de novo no mesmo dia. Ele era realmente muito bonito, uma pintura de Da Vinci. Seus olhos me chamavam a atenção em tempo real, àquele azul céu quase vibrante, seus cabelos totalmente pretos e bem lisos que escorriam numa cascata até um pouco no meio das costas, sua boca grande, porém delineada perfeitamente.”

         Então, com surpreendente  naturalidade, Adrian acha por bem não revelar à esposa de onde conhece Theo e mente para ela. Para sustentar essa mentira resolve, de fato, criar uma forma de transformar Theo em seu colega de trabalho:

 

          “— Quem está aí, amor? – Alice gritou da sala de jantar.

            Ouvi o arrastar de cadeira que Alice fizera e reparei que ela vinha em minha direção.

            — Tudo o que eu disser você vai concordar comigo. – eu disse a Theo sério, antes de Alice aparecer.

            — O que? – ele pareceu não entender.

             — Alice, esse é o Alex, meu colega de trabalho. Alex, essa é Alice, minha esposa. – apresentei os dois. Não pude dizer o nome de Theo e sei que mais tarde isso vai ter me ajudado.”

 

       O livro Amor & Preconceito de Pedro Fontes é uma Novela LGBT onde o foco principal é o desenvolvimento das  ações e não no perfil dos personagens.

       Algumas situações descritas poderiam ter um aprofundamento melhor como, por exemplo, quando o irmão Apolo abandona a casa sendo que num momento diz que quer sair para em seguida dizer que o pai o expulsou. O fato é que Apolo resolve ir embora de casa sem maiores explicações e ainda dê justificativas  apenas revelam  que sente inveja do irmão. Após com naturalidade, Adrian se dirige ao quarto e vai ouvir música sem grandes questionamentos e sem mesmo mencionar a reação dos pais. Apolo ainda chama o irmão para ir junto,o que não é coerente com a queixa de Apolo momentos antes,de que tudo que os pais fazem é para o Adrian, o único que trabalha.e tem o reconhecimento dos pais..

"— Boa sorte. – eu falei quase baixo. Ele simplesmente entrou no táxi e foi embora, para sempre. Não me disse nada antes de partir e isso só me fez ficar pior. 

— Filho, você fez o melhor que pode. – disse meu pai dando alguns tapas paternos em minhas costas. 
— Eu sei. – acho que ele e a mamãe perceberam como eu falei.  
Entrei em minha casa, deixei a mochila em algum lugar da sala e fui tomar um banho rápido. Coloquei um pijama de frio, tranquei a porta do meu quarto e fui para a cama. Não conseguia dormir de nenhum jeito, o sono não vinha – devido ao último acontecimento. Talvez uma música ajude, pensei. 
Peguei meu celular, coloquei os fones e escolhi uma música. Não estava nem um pouco animado, então escolhi uma música que parecia ser muito triste. Enquanto estava deitado, eu estava escutando “Colors(6)"
 

      Essas cenas não passam a credibilidade necessária e não criam identificação com o leitor e tampouco imprimem maior emoção à narrativa. A leitura trava um pouco  com  o excesso de diálogo e esse recurso  resulta num efeito inverso ao esperado: algumas conversas não conduzem a trama adiante e/ou não revelam algo a mais sobre os personagens, tornando-as  dispensáveis.

       Senti falta de reflexões do personagem sobre as consequências de suas atitudes e, embora Theo seja um co-protagonista -como diz a sinopse- ele pouco tem efetiva participação  na trama – ao menos nesse livro-e atua mais como um coadjuvante.

       Amor & preconceito  possui uma continuação .

      Fiquei curiosa para saber qual será a reação de Alice quando descobrir que será traída e não somente isso, ao descobrir que seu marido se está interessado por outro homem.

      Os capítulos são curtos, com muitos diálogos que trazem.velocidade à trama e a diagramação está boa.

     Adrian não pareceu questionar como ele se viu apaixonado por Theo se, até então,não se sentira atraído pelo mesmo sexo que o seu. Vamos ver o que vai acontecerno segundo volume.

      A capa funciona: sedutora e  bonita.

       Amor & Preconceito desperta  interesse  especialmente no público LGBT que encontrarão neste enredo alguma similaridade com as situações  comuns a este público específico, com maior destaque no que se refere ao preconceito combatido através da trama.

                            Michelle Louise Paranhos- autora e critica literária.

 

 

 

 

Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Centenas de templates
  • Todo em português

Este site foi criado com Webnode. Crie um grátis para você também!