Resenha de E a Vida continua... de Rose Gindri

A trama do Romance E a Vida Continua... de Rosemari Gindri,está ambientada no Sul do Brasil em meados do século XIX;

Conheça um Pouco mais desse livro:

LIvro:E a Vida Continua...

Autora:Rosemari Gindri.

Editora:Life Editora 

Gênero :Romance 121 páginas.

O panorama político que serve de fundo de cena para o enredo é a Revolução Farroupilha,que pretendia separar a província do restante do Império.A região também era alvo de constantes disputas entre portugueses e espanhóis e alvo da atenção religiosa dos jesuítas;

Dolores Garcia Gonçalves ,em Julho de 1822 é uma jovem senhora de 28 anos ,casada com Acácio -um estancieiro viúvo e sem filhos;Sente-se velha e angustiada pois não consegue engravidar.

Ainda menina,Dolores havia nutrido uma paixão infantil por Max,filho de um estancieiro da região perto de seus pais-porém,quando o pai dele decide enviá-lo para estudar longe,para que ele possa se formar em medicina,Max promete à Dolores para voltar para ela um dia.

Dolores aguardou pela volta de max até os vinte anos quando então,pressionado po sua mãe,que havia sido infeliz em seu casamento,decide aceitar casar -se com o estancieiro Acácio e assim garantir seu futuro financeiro,já que não existia amor entre eles.

A prima de Dolores era também sua comadre,porque Dolores batizou a filha da prima,tornando-se sua madrinha.Um dia,Dolores confidencia à prima seu desejo de engravidar e seus temores que Acácio arranja-se outra mulher porque  não conseguia lhe dar  filhos.

Encarnación então a convence a procurar uma cigana,que revela algumas coisas sobre o destino de Dolores- que ela não compreende de pronto- e que também logo chegará uma menina que irá mudar sua vida.

Encarnación é casada com Juan Mosquera.Ele têm muitos filhos sendo que uma das crianças é Belinha,afilhada de Dolores.

Quando Dolores engravida,sua gestação é complicada,e Encarnacion ,que até então vivia com o marido num estilo cigano,pousa na estância de Dolores e Acácio,e Belinha cada dia se afeiçoa mais à madrinha.

Assim que a menina nasce,porém,Dolores entra em depressão pós parto.

vale a ressalva aqui que naquela época não se tinha conhecimemto disso e sendo assim,não sabiam como lidar com este problema inusitado-afinal todas as mulheres deveriam querer ter filhos e um comportamento diferente era inesperado.

 Celeste era a mucama da casa e como tivera filho naqueles dias,passou a ser ama de leite de Luzia,que por ter sido rejeitada por sua mãe,passou a viver quase que na senzala,próximo à sua mãe de leite,apesar da insistência de seu pai de que não vivesse junto aos escravos .

Como sua filha fugia quase todas as noites para ficar junto da escrava, sem ter outra saída,já que Dolores desde o parto se encontra reclusa no quarto do casal,obrigando a Acácio a dormir em outro quarto ,sozinho-Celeste passou a morar na Casa Grande junto da menina.

Por fim,Celeste se vê obrigada a ceder às exigência de Acácio,assumindo as obrigações matrimoniais que Dolores não mais executa.

O Livro de Rosemari Gindri traz ao leitor um retrato poltico-social do conflituoso período da sociedade brasileira,marcado por guerrilhas e conflitos familiares escondidos de todos pelas grandes distâncias ,assim como por uma moral de submissão e temor.

Além disso,faz um perfil profundo da psicologia feminina,tanto no papel de alta sociedade quanto das escravas .

Livro excelente .Recomendo a leitura para todos aqueles que procuram não só um bom romance,como conhecer um pouco mais da história de nosso país.

 

 

Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Design profissional
  • Criação super fácil

Este site foi criado com Webnode. Crie o seu de graça agora!