Resenha de Dias de Coveiro -Lord Bronux

Um profundo thriller psicológico que nos remete ao  interior da mente humana.

Conheça mais sobre este Livro

Dias de Coveiro

Autor :Lord Bronux

                          "  Porque você fez isso?"

Eduardo está preocupado pois sua cadela Lua,uma Beagle dócil ,não se levanta nem se alimenta mais.

É seu último dia de férias.

No dia seguinte irá retomar à rotina de  pegar ônibus lotado,tentar flertar no coletivo,e chegar ao trabalho : um sala estilo padrão,cores neutras...e amorfa.Um chefe estúpido e lá se vão três anos iguais em sua vida,um trabalho de meio período medíocre,para uma vida medíocre.

Hoje ,porém,Lua já não come. Está cansada da vida, e não resiste à morte. Os animais são mais sábios que os humanos: aceitam sua condição sem reclamar.

Tudo,de alguma forma,morre.Pode ser sonhos,esperanças,empregos...ou a cadela .

Não é o primeiro animal que Eduardo enterra, e ele sente que já teve muitos Dias de Coveriro,enterrando coisas.Muitas coisas...

Enterrou seu amor por Mandy,quando ela o largou para ficar com outro;O sonho de fazer faculdade,que nunca se concretizou.Talvez o chamem para o exército,ou desistam dele,ele não sabe.

Após enterrar Lua,Eduardo vai à um bar com seu amigo do tempo do Ensino Médio,Kevim.

Quando vão fazer seus pedidos,Eduardo percebe que a garçonete é Alice, uma ex-namorada  de colégio,que tinha a fama de fazer os homens desistirem de seus namoros por ela.

Ela entrega seu número de telefone  a ele junto com a conta e Eduardo promete ligar para saírem.

Chegando em casa, eis que ouve uma buzina e ao olhar pela janela vê outra figura de seu passdo ressurgir:Mandy,que o chama para conversar.Eduardo vai até ela , eles têm assuntos inacabados,ela diz,e  ele aceita o convite e entra na caminhonete vermelha quando percebe que ela se veste com seu jeito Punk ,inconfundível.

Mandy o leva para uma festa,onde Eduardo conhece Dio,um playboy  com muito dinheiro que quer que Eduardo- um escritor fracassado que também enterrara seus dias de poeta- transcreva seus pensamentos e teorias vãs.

Eduardo resolve então enterrar seu presente medíocre: aceita não só a estranha parceria como decide abandonar o emprego que não o satisfaz.Como depende dele para pagar aluguel ,porém,aceita  ficar morando com Mandy,que vive num dos apartamentos de Dio ,proprietário do imóvel aonde a festa está acontecendo.

Assim que a festa acaba ,Eduardo vai  dormir na única cama de casal disponível no quarto e acaba tendo relações sexuais  com Mandy.

Na manhã seguinte há uma batida policial,Eduardo é preso para averiguação porque deram parte de invasão no prédio.É quando Eduardo descobre que Dio morreu há um ano assassinado por uma garota de programa.

Além disso,havia uma garota no banheiro do quarto onde Eduardo dormia,desacordada;parecia morta.

Eduardo acaba sendo enviado para o presídio - a garota estava em coma no banheiro ,após uma surra e é menor de idade.No presíodio  é aonde Edduardo conhece Natan,prisioneiro da cela em frente.

Durante a madrugada ,estranhamente,Dio aparece na cela de Natan,e algum tempo depois os guardas chamam para averiguar a reclamação de Natan que Eduardo falara durante toda a noite sozinho,e se debatera.

Pessoas aparecem e desaparecem diante de seus olhos. Eduardo já não sabe onde está,o que faz...e por fim,quem ele é.

Dividido entre realidade e fatasia,loucura e lucidez,sobriedade e paranóioa,Eduardo desce ao seu insconsciente,percorre o submundo das drogas,e caminha em busca de sua identidade.

Reviravoltas ,reflexões ,fina ironia e  uma profunda análise sobre vida e morte:Dias de Coveiro é um ótimo thiller psicológico de Lord Bronux

" Enquanto não tenho resposta,vivo com as perguntas"-Eduardo.

Recomendo.Excelente

Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Design profissional
  • Criação super fácil

Este site foi criado com Webnode. Crie o seu de graça agora!