Primeiras Impressões de Mares Sombrios de Maria Gabriela Leitão

 

                                                                         PRIMEIRAS IMPRESSÕES

Evelyn é uma jovem de quatorze anos que está no cais a observar navios e se lamentar pela morte de sua mãe, no dia anterior. Arthur Blake, seu único amigo, tenta consolá-la.  Porém, o menino encontra-se muito ocupado levando caixas para o cais do navio “Jocelyn” para dar a atenção que a jovem requer naquele momento.

 Ele mesmo tem algo a lhe contar, mas não encontra uma forma de dizer o que necessita, por causa da tristeza de sua amiga e da atividade que toma seu tempo.

Ainda assim, eles combinam de se encontrar mais tarde e quando Arthur finalmente retona, espera por muito tempo pelo aparecimento da  jovem, sem sucesso. Ela não compareceu ao seu encontro.  Ele então deixa uma carta presa numa árvore. E desaparece.

Numa outra cena, descobrimos que Evelyn foi trancada pelo resto da tarde em casa, na companhia de Isabella – a dama de companhia- e a irmã de Evelyn, a jovem Natalie.

 

Seis anos se passam e descobrimos que na verdade, Evelyn é filha de lorde Hector Lawler.

 

Ele abrira mão do título dos títulos e cuida, isolado de todos, de suas filhas e sobrinho. Alexandre.

 

Lorde Hector Lawler é um dos homens que ajuda a manter a economia do país. Respeitado entre os nobres e reconhecido por seus feitos enquanto ainda fazia parte do exército; este homem se aposentou do serviço militar contra os desejos dos companheiros, assim como largou seus títulos de Duque e General para seguir uma vida pacata com a mulher e as filhas. E foi isso que acreditou ter conseguido até o falecimento da esposa, deixando-o com duas filhas crianças e o sobrinho que já era órfão. O ex-militar que já era superprotetor ficou ainda mais, e a casa que ele e a família ocupavam tornou-se uma fortaleza intransponível por estar a uma distância relevante do centro da cidade.”

 

Ele ansiava por arrumar logo um casamento para Evelyn porque sua filha agora era uma mulher de 22 anos e estava realmente causando alvoroço. Afinal seus amigos na cidade compreendiam todo o tipo de gente, porque ela não fazia distinção com quem se relacionava, como o marujo Brian.

Seu pai é convidado para um baile por um conde e ali Lorde Lawler encontra uma saída para a situação, prontamente aceitando o convite.

A família parte para Lorena, onde se dará o baile. Sem saber que o navio pirata do capitão Adam Blake está espreitando, criando uma armadilha para saquear a mansão de Conde Marshall.

O que não estava nos planos, era que o sádico Darren- seu imediato- resolva sequestrar Evelyn e  que tenha planos para ela!Caso o Capitão não tenha se cansado da prostituta a bordo, Emily, e queira ficar com Evelyn, ele gostaria de ter uma conversa em particular com a jovem Lawler.

Alexandre parte em busca da prima e termina sendo sequestrado também.

O que o ninguém esperava é que o próprio navio fosse atacado por outro pirata, capitão Thomas.

E tanto Adam Blake suspeita de conhecer Evelyn de algum lugar quanto Thomas, que não perde a oportunidade de instigar o capitão.

 Ao reconhecer num dos tripulantes um nobre fugido da corte e que ameaçava Emily e a todos, a enfurecida Evelyn resolve partir em defesa com ásperas palavras o que deixou ainda mais confuso capitão Adam.

Afinal, de onde ele a conhecia?

 

O primeiro livro da trilogia Mares Sombrios- O Herdeiro de Colt- de Maria Gabriela de Souza Leitão é um Romance de época cujo tema principal é a pirataria.

A linguagem utilizada é culta, sem ser rebuscada e as setenta e sete páginas da amostra que recebi para fazer as Primeiras Impressões fluíram sem esforço algum de leitura. A narrativa segura e as reviravoltas- Plot Twist- que aparecem na trama são bastante agradáveis para o leitor.

Sem detalhar demais certas cenas, a autora consegue retratar a tensão até mesmo de cunho sexual sem utilizar nenhum tipo de vulgaridade.

 

“Darren não prestou atenção na pergunta, pois não era acostumado a ouvir questionamentos de mulheres e estava muito distraído com os lábios rosados da garota para poder responder. Evelyn aproveitou que o pirata não a segurava com força e puxou o braço para longe dele, conseguindo se soltar. O Imediato olhou para ela surpreso.”

 

Creio ser um livro para o público juvenil a partir de quatorze anos e, especialmente, para o público adulto, que terá outro olhar sobre a tama, como as que se referem à sociedade da época, por exemplo.

 

Ainda no prefácio da obra, a autora ressalta:

 

“Este é o primeiro livro da trilogia Mares Sombrios, que foi criada com o intuito de apresentar a dinâmica dos três grandes países do mundo fictício de Arian – Colt, Scooler e Feynin – com os piratas, navegadores e marinheiros da guarda-real de cada um.

É importante notar que cada livro abordará um país diferente, consequentemente, terá uma história, personagens e focos diferentes.

A ideia é que o modo de vida dos marinheiros e seus costumes fiquem em evidência e que os leitores possam mergulhar de cabeça nessa aventura; além de se identificarem com os diversos personagens que farão parte desta obra e das seguintes.”

 

Entretanto, o que posso afirmar é que a amostra de trilogia Mares Sombrios- O Herdeiro de Colt- de Maria Gabriela de Souza Leitão muito me agradou e estou admirada com a condução da trama e ansiosa para a conclusão da leitura deste primeiro volume, assim como da trilogia.

 

Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Design profissional
  • Criação super fácil

Este site foi criado com Webnode. Crie o seu de graça agora!